Uso da água e inclusão abrem ciclo de debates sobre sustentabilidade - CIESP

Uso da água e inclusão abrem ciclo de debates sobre sustentabilidade

O Ciesp e o Sesi paulista abriram nesta quinta-feira (01/10), em Jundiaí, a série de 13 fóruns sobre sustentabilidade que serão levados por todo o Estado. A meta é reunir subsídios para a IV Mostra Fiesp/Ciesp de Responsabilidade Socioambiental, em agosto de 2010.


O encontro, aberto por Vandermir Francesconi Júnior, diretor-titular do Ciesp Jundiaí, discutiu as melhores práticas para o uso racional da água e também a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, tema que atraiu 130 empresas da região.


“Estamos unindo a grande capilaridade do Sesi à rede do Ciesp no Estado, por meio das suas 42 diretorias, em torno de uma agenda comum pela sustentabilidade”, afirmou Vitor Seravalli, diretor de Responsabilidade Social do Ciesp, que participou da abertura ao lado de Eduardo San Martin, diretor de Meio Ambiente da entidade, e do gerente regional da Cetesb, Domenico Tremaroli.


“Costumamos definir responsabilidade ambiental como uma forma especial de conduzir negócios. Especialmente porque a empresa se torna co-responsável no desenvolvimento da sociedade”, acrescentou Seravalli.


Segundo o diretor, ações sociais ou ambientais hoje se tornaram investimentos. “A geração de lucro é por si mesma uma ação social da empresa, mas esse lucro deve ser sustentável”. A compreensão desses valores, pelo empresário, vai torná-los estratégicos para empresa, acredita o diretor.


Para San Martin, já não basta apenas cumprir a lei, observando tão somente a quantidade de resíduos que são lançados no meio externo. “Hoje é preciso ir muito além. Produzir consumindo menos matéria-prima, menos energia elétrica, menos água. Isso é o que Estados Unidos e Comunidade Europeia estão fazendo sob o título de produção mais limpa”, assinalou o diretor de Meio Ambiente.


Referências
E não faltaram exemplos de empresas que já incorporaram boas práticas nas áreas social e ambiental. A Avícola Flamboiã, de Cabreúva, e as empresas Sifco e Opersan, de Jundiaí, mostraram como se tornaram “cases” na redução do consumo e reuso da água.

A contratação de pessoas com deficiência (PCDs), que é obrigada por lei, foi analisada pelo gerente regional do Trabalho e Emprego de Jundiaí, Carlos Alberto de Oliveira, e por Maria Iracema Lobo, assistente social da Secretaria Municipal de Integração Social da Prefeitura de Jundiaí. Ilustrando o debate, João José Storarri, gerente de RH da Astra – Indústria e Comércio, contou aos presentes a estratégia de sua empresa para integrar as PCDs no ambiente de trabalho.


O ciclo de seminários promovidos pelo Ciesp em parceria com o Sesi continuará com mais dois encontros neste ano, anunciou San Martin. Um deles em São José do Rio Preto e outro em Campinas.


Rubens Toledo, Agência Ciesp de Notícias