Skaf anuncia expansão da rede Sesi-SP em Jundiaí - CIESP

Skaf anuncia expansão da rede Sesi-SP em Jundiaí

O presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, anunciou investimentos de R$ 85 milhões na construção de sete centros educacionais do Sesi-SP na região de Jundiaí, em visita à cidade nesta quarta-feira (19).

“Estamos investindo em dezenas de escolas [em São Paulo] para implantar o ensino em tempo integral às nossas 120 mil crianças nos próximos anos, onde elas possam, além da educação, receber alimentação, saúde, praticar esportes e atividades culturais”, afirmou o dirigente, em entrevista coletiva durante o VI Encontro Estadual de Jovens Empreendedores do Ciesp.


Skaf e quatro prefeitos da região assinaram protocolos de intenção para a doação de terrenos que deverão abrigar as novas unidades do Sesi-SP. Parte dos recursos anunciados – R$ 22 milhões – será destinada à ampliação da rede, que chegará também aos municípios de Cajamar e Várzea Paulista.


Só na cidade de Jundiaí, serão investidos R$ 26 milhões na construção de duas unidades mais amplas e modernas, que comportem o ensino em tempo integral. As novas escolas em São Camilo e Cidade Administrativa vão absorver cerca de 3 mil alunos de seis escolas antigas do Sesi-SP.


“Para receber o ensino integral, a escola precisa de estrutura. Tem que ter espaço, salas de aula, laboratórios, cozinha, refeitório e área esportiva, o que as unidades em Jundiaí não comportam”, disse Skaf. As novas unidades também oferecerão, além do ensino fundamental, o ensino médio articulado com o curso técnico do Senai-SP.


Outros três centros educacionais serão erguidos para substituir as unidades existentes em Campo Limpo Paulista, Itatiba e Vinhedo, com recursos de R$ 37 milhões.

Modelo de ensino

Para o prefeito de Jundiaí, Miguel Haddad, as novas escolas não só serão mais confortáveis aos alunos, com instalações mais adequadas, mas acima de tudo vão propiciar melhor qualidade de ensino e formação.

“Jundiaí é uma cidade que está bem resolvida em questão quantitativa, mas tem compromisso com o qualitativo. Estamos caminhando na linha da qualidade de ensino, e o Sesi-SP vem ao encontro disso”, afirmou o prefeito. “É um novo momento, com escolas mais bem adequadas e que vão poder atender melhor à proposta pedagógica. Sem dúvida, a entidade é um modelo de educação e ensino, e os resultados comprovam isso”, prosseguiu Haddad.


O prefeito espera poder assinar a escritura de doação do terreno de 30 mil m² na Cidade Administrativa, em frente ao Ciesp local, em 60 dias, para que o Sesi-SP inicie a construção da escola. Já em São Camilo, o problema é infraestrutura. Segundo Miguel Haddad, a prefeitura está licitando o processo de implantação da rua de acesso ao terreno para poder viabilizar a doação.

Em 2009, a rede Sesi-SP na região de Jundiaí conta com 5,4 mil matrículas na educação básica, número ampliado para 7,1 mil quando incluída a educação de jovens e adultos, nas modalidades Novo Telecurso e Programa de Alfabetização Intensiva (PAI). Já no Senai-SP, a meta é atingir 1,5 milhão de matrículas em formação profissional neste ano.

Mariana Ribeiro, Agência Ciesp de Notícias