Selo de responsabilidade social criado por Ciesp e ABRALE é entregue a 79 empresas - CIESP

Selo de responsabilidade social criado por Ciesp e ABRALE é entregue a 79 empresas

 

Certificado reconhece engajamento na difusão de informações sobre cânceres
 
 
 
O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE) premiaram 79 empresas, na noite desta quarta-feira (8), com o selo “Investimos na Vida” – primeira iniciativa brasileira de responsabilidade social na área da saúde a reconhecer o apoio da iniciativa privada à difusão de informações sobre o tratamento de câncer.
 
 
Para Vitor Seravalli, diretor de Responsabilidade Social do Ciesp e atual presidente do Comitê Brasileiro do Pacto Global da ONU, o selo ressalta a postura assumida pelo empresariado de participar do desenvolvimento de forma ativa e consciente. “A responsabilidade social é uma forma diferente de conduzir os negócios, com as empresas participando do desenvolvimento do país e da sociedade”, afirmou.
 
Merula Steagall, presidente da ABRALE, comemorou o aumento de empresas engajadas na divulgação de tratamentos oncológicos e doação de medula óssea. Na primeira edição do selo, em 2007, foram premiadas 52 companhia. “Este selo é muito importante para a realização de muitos dos nossos projetos”, sublinhou.
 
A conscientização descontraída do público infantil e dos adultos envolvidos no tratamento de crianças, assim como a inclusão social de pacientes infantis, será o foco do Projeto Dodói – iniciativa do Instituto Maurício de Souza. “Esta é uma campanha do coração, que cura mais do que qualquer remédio. Vamos cuidar para que a palavra dodói seja menos dolorosa”, disse o desenhista.
 
A ABRALE contra o câncer
A ABRALE foi criada em 2002. Hoje, atua em 334 hospitais do país, nos quais difunde informações sobre os tipos de tratamento de leucemia e linfoma. Oferece também apoio jurídico e psicológico aos portadores dos cânceres, facilita o acesso a medicamentos e terapias, e promove campanhas pelo diagnóstico médico, doação de sangue e medula óssea.
 
Entre janeiro e agosto de 2008, a ABRALE atendeu 412 pacientes com câncer em sua sede, realizou 1.405 consultas jurídicas, 6.192 plantões de dúvidas através do 0800-773-9973 e contabilizou 273 mil visitas no site www.abrale.org.br.
 
A Associação também criou uma rede de relacionamento com 2.478 médicos e seis mil pacientes e familiares cadastrados. Eles trocam informações e debatem pela internet e em encontros quinzenais. O slogan “100% de força onde houver 1% de chance” foi a maneira encontrada para fortalecer o ânimo de pacientes.
 
O linfoma e a leucemia
O linfoma é o câncer responsável pelo excesso de produção de células de defesa do organismo contra infecções, as linfas. Mas embora seja o 5° tipo mais encontrado no mundo, ele é pouco conhecido pela maioria das pessoas.
 
A leucemia, por sua vez, é causada pela produção excessiva de glóbulos brancos no sangue, devido à deficiência na medula óssea. Na maioria das vezes identificada logo na infância, ela tem chance de cura em 80% dos casos, mas essa possibilidade é reduzida para 30% quando a confirmação não ocorre no início da doença. 
 
O Brasil diagnostica anualmente 470 mil novos casos de câncer. Desse total, 20 mil são linfomas e leucemias, segundo estimava do Instituto Nacional de Câncer (INCA). Contudo, a desinformação e, muitas vezes, o medo de reconhecer que possui as doenças faz com que elas sejam identificadas tardiamente.
 
A ABRALE reforça a importância de a população se conscientizar sobre a necessidade da doação de medula e de sangue para o tratamento.
 
Agência Ciesp de Notícias
Nivaldo Souza
09/10/2008