Secretário do governo norte-americano defende ampliação das relações comerciais Brasil-EUA - CIESP

Secretário do governo norte-americano defende ampliação das relações comerciais Brasil-EUA

Panorama macroeconômico e eleições presidenciais foram discutidos no encontro entre empresários do CIESP e representantes do governo americano

 

O secretário adjunto para Assuntos Econômicos do Departamento de Estado dos EUA, Tony Wayne, afirmou na quarta-feira, dia 5 de abril, que o fluxo comercial entre o país norte-americano e o Brasil precisa ser incrementado. “Existe o interesse mútuo para que as relações entre nossos países cresçam ainda mais. Temos todas possibilidades para que isso ocorra”, disse Wayne durante reunião com empresários na sede do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP).

 
Para o secretário norte-americano, as dificuldades competitivas impostas pelo mercado global, tanto aos EUA quanto ao Brasil, torna necessário uma aproximação entre os dois países, como forma de fortalecer seus respectivos setores produtivos. “Por meio de investimentos e parcerias, podemos enfrentar essas dificuldades”, frisou Wayne.
 
O secretário adjunto salientou que a visita ao CIESP possibilita aos norte-americanos uma ampla visão da entidade representativa do setor produtivo de São Paulo, que segundo ele, representa a força do Brasil.
 
Eleições. Durante a reunião, a próxima eleição presidencial no Brasil esteve em pauta. O diretor titular do Departamento de Comércio Exterior (DECEX) do CIESP, Humberto Barbato, destacou a importância do encontro. “Traçamos um panorama da conjuntura brasileira e conseguimos expor à missão norte-americana nossas expectativas”, disse.
 
Participaram do encontro pelo CIESP, o presidente da entidade, Claudio Vaz; Maurice Costin, diretor titular do Departamento de Relações Internacionais (DERINT); Boris Tabacof, diretor titular do Departamento de Economia (DECON) e Marcelo Cereser, diretor do DECON.
 
Acompanhando Tony Wayne, participaram o embaixador em exercício dos EUA no Brasil, Phillip Chicola; Christopher McMullen, Cônsul Geral dos EUA em São Paulo; David Wolfe, Cônsul Geral Adjunto dos EUA em São Paulo e chefe do setor Político e Econômico e; Kendall Moss, Economista do Departamento de Estado dos EUA.
 
Agência Ciesp de Notícias
Jean Carlo Martins
06/04/2006