PRÓ-VICINAIS: Recuperação de estradas levará competitividade logística ao interior paulista - CIESP

PRÓ-VICINAIS: Recuperação de estradas levará competitividade logística ao interior paulista


Recuperação de estradas levará competitividade logística ao interior paulista

O secretário estadual dos Transportes, Mauro Arce, reuniu-se na última quinta-feira (24) com empresários no Ciesp para apresentar o Pró-Vicinais, programa do governo que prevê a recuperação, até 2010, dos 12 mil quilômetros pavimentados da malha vicinal do estado – ou seja, as estradas municipais que dão acesso às estradas tronco de São Paulo.
 
Para o secretário, a restauração dessas vias tem o objetivo de aumentar a competitividade logística do estado paulista, facilitando o escoamento das mercadorias locais, já que as vicinais são responsáveis pela capilaridade do sistema rodoviário. “Esperamos interligar as fontes de produção com as áreas de consumo, com redução de tempo e de custo do transporte. A rede de estradas é um vetor fundamental para que o estado possa continuar sendo pujante”, destacou.
 
A primeira fase das obras, que teve início em dezembro de 2007, incluiu 152 estradas em 199 municípios paulistas, num total de 2.117 quilômetros, e deve ser concluída até agosto. No mês passado foram iniciadas as obras da segunda etapa, para recuperação de 201 vias localizadas em 244 municípios, totalizando 2.525 quilômetros, e um investimento previsto de R$ 573 milhões, que contará com apoio do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) no financiamento.

Demandas das indústrias

Para as próximas duas etapas, que vão completar a restauração dos 12 mil quilômetros de um total de 175 mil km de estradas municipais, o programa contará com o apoio do Ciesp para o levantamento das necessidades das indústrias locais. “Existem muitos problemas localizados que o governo não consegue identificar. Será feito um trabalho complementar junto às nossas 42 Regionais, para fazermos um cruzamento entre as obras feitas e o que ainda é necessário para melhorar o escoamento das cargas. Os industriais poderão colocar suas demandas específicas”, disse Pedro Krepel, diretor de infra-estrutura do Ciesp. “É uma forma estruturada de assegurar que nas quatro etapas do programa, nos próximos anos, todos sejam atendidos e se consiga dar competitividade à indústria do interior”, acrescentou Krepel.
 
Para Arce, a participação da iniciativa privada no processo é fundamental. “O nosso primeiro critério de avaliação no programa é quando alguém acha importante, e é essencial receber essa realimentação. O custo do transporte afeta o preço da mercadoria final, portanto, para cada tipo de mercadoria, precisamos ter o transporte mais seguro, mais barato e mais rápido”, reforçou o secretário. Ainda segundo ele, a participação das empresas será importante também na manutenção das estradas recuperadas, por serem os principais usuários. “Estamos elaborando um estudo e motivando os prefeitos para que se façam contratos de manutenção com os grandes usuários, em um sistema auto-sustentável, e vamos oferecer a proposta ao governador”, disse o secretário.

Veja apresentação do secretário Mauro Arce

Leia mais

Rodoanel: Secretário dos Transportes sinaliza antecipação do trecho Leste do anel viário
 
Agência Ciesp de Notícias
Mariana Ribeiro
Foto: Kênia Hernandes
25/07/2008