NETWORKING - CIESP

NETWORKING

Ética nos negócios foi a tônica do 5º Encontro de Jovens Empreendedores do NJE 

A cidade de Americana sediou no dia 26 de junho o 5° Encontro de Jovens Empreendedores, promovido pelo Núcleo de Jovens Empreendedores (NJE) do Ciesp, com apoio do Sebrae e da Unisal. Na ocasião, o presidente do Ciesp e da Fiesp, Paulo Skaf, afirmou estar confiante com o futuro do país. “Hoje vejo os jovens e sinto que essa geração vai mudar o Brasil. Sejam bons brasileiros, sejam corretos. Não abram mão de seus princípios”, aconselhou.

Para Skaf, a adoção de postura ética na condução dos negócios é bandeira que deve ser assumida pelos jovens empresários, com foco no respeito à sociedade e ao Brasil. “Nada é mais importante que os princípios de honestidade, transparência, respeito ao ser humano, lealdade e a palavra dada. O jovem tem esses princípios naturalmente e não deve abrir mão deles”, ressaltou.

 
No mesmo sentido, o 1° vice-presidente do Ciesp, Rafael Cervone Netto, considerou que a retomada de valores precisa ser encarada como reação à falta de envolvimento das pessoas nas discussões dos problemas do país. “Todos os brasileiros precisam assumir a ética. A sociedade está apática e precisa reagir”, sublinhou, referindo-se aos escândalos observados no poder público.
 
O ex-presidente do Ciesp e da Fiesp, Carlos Eduardo Moreira Ferreira, também aconselhou os jovens empreendedores a assumirem posição pública e contribuir para a melhoria da realidade socioeconômica brasileira. “Os jovens precisam usar bem seu poder de liderança, tendo maior participação na vida política, defendendo princípios e não o seu próprio negócio. Eles têm de compatibilizar a vida empresarial com a vida pública, porque sem política não há empresa. As coisas andam juntas, patrão e empregado se desenvolvem juntos e os políticos precisam ter o termômetro da realidade”, declarou Moreira Ferreira, que foi o criador do NJE, em 1992.
 
‘Investimento de tempo’
Sucessão familiar, empreendedorismo sustentável, abertura de capital e planejamento estratégico foram os temas apresentados por especialistas a uma platéia de 250 participantes.
 
Para o diretor estadual do NJE, Marcos Andrade, o evento foi um canal para os empresários dinamizarem o relacionamento entre si, algo que ele considera essencial ao empreendedor moderno. “O associativismo é vital. É importante que o empresariado se junte e lute para solucionar problemas que afetam a todos, como a burocratização e a carga tributária”, afirmou.
 
Andrade considerou, ao final do 5° Encontro, que o estilo clássico de empresário encerrado no escritório precisa ser superado por um modelo que privilegie a troca de experiências, visto que a globalização comercial estabelece uma concorrência sem fronteira. Do mesmo modo, segundo ele, reuniões como a organizada pelo NJE ajudam no processamento do conhecimento existente. “No momento em que a gente tem tanta informação, é importante que ela seja de qualidade. Acho que conseguimos isso hoje”, avaliou.
 
Opinião semelhante foi manifestada pela secretária municipal de desenvolvimento econômico de Americana, Nilza Tavoloni, que fez balanço positivo do evento, classificando-o como “um excelente investimento de tempo”. “Foi um dia extremamente produtivo e válido, onde novos contatos entre pessoas ocorreram. Uma oportunidade para a gente fazer uma reflexão sobre aquilo que precisamos aprimorar na gente e nas nossas atividades empresariais”, declarou Nilza, que é também a atual diretora titular do Ciesp local.
 
Estiveram presentes os deputados estaduais Antonio Mentor e Chico Sardelli; o deputado federal Vanderlei Macris; a secretária de desenvolvimento econômico; o prefeito de Nova Odessa Manoel Samartin; o prefeito de Santa Bárbara d´Oeste José Maria de Araújo Junior; e o presidente da Câmara de Vereadores de Americana, Marco Antônio Alves Jorge.

Agência Ciesp de Notícias
Nivaldo Souza
27/06/2008