Madri se oferece como porta de entrada do Brasil na Europa - CIESP

Madri se oferece como porta de entrada do Brasil na Europa


Seminário que será realizado amanhã, quarta-feira (08), na Fiesp/Ciesp, vai mostrar como empresários brasileiros podem aproveitar as relações comerciais entre os países para inserir seus produtos no disputado mercado europeu  

 
O comércio internacional com a Espanha foi favorável ao Brasil em US$ 40 milhões (cerca de R$ 88 milhões) no ano passado, de acordo com informações do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Com vistas ao crescimento desta corrente, a Fiesp, o Ciesp e a PromoMadrid realizam amanhã, quarta-feira (08), das 8h30 às 13 horas, o evento “Madri: A Porta de Entrada do Brasil na Europa”, na sede das entidades paulistas.
 
Os empresários vão saber como está a relação comercial entre Brasil e Espanha e também como aproveitar a capital espanhola como porta de entrada para o mercado europeu. As apresentações serão feitas pela conselheira do Escritório Comercial do Reino da Espanha em São Paulo, Inéz Menéndez de Luarca; e pelo diretor da PromoMadrid, Vicente Orts. Já o executivo Nelson Tambelini Júnior vai mostrar o sucesso de uma empresa brasileira com negócios em Madri.
 
Ao final das palestras serão realizadas reuniões de trabalho com empresas com potenciais projetos de investimentos. “O objetivo do evento é mostrar as oportunidades de realizar e expandir negócios entre os dois países”, afirma o diretor-adjunto do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, Thomaz Zanotto.
 
Espanha
De acordo com informações da Câmara Oficial de Comércio e Indústria de Madri, a capital espanhola tem cerca de 6 milhões de habitantes e 370 mil empresas. É um centro de formação de mão-de-obra especializada, com 15 universidades e 40 mil licenciados por ano.
 
A cidade tem ainda um serviço gratuito, o portal Export Madrid (www.exportmadrid.com), que funciona como ponto de encontro internacional, onde as empresas podem receber e oferecer oportunidades de negócios. Há três anos o governo espanhol também mantém em distintos lugares do mundo agências que dão apoio às empresas estrangeiras que querem se instalar no país.
 
A Espanha é atualmente a oitava economia mundial, o terceiro maior investidor mundial, o segundo maior investidor na América Latina, o segundo destino turístico e é membro-fundador da União Européia, em 1999.
 
Agência Ciesp de Notícias
07/10/2008