IV CONGRESSO CJE: Novos hábitos do consumidor desafiam o empreendedorismo - CIESP

IV CONGRESSO CJE: Novos hábitos do consumidor desafiam o empreendedorismo

 

Marcelo Cherto afirma que a variedade de produtos desperta interesses simultâneos e modifica a maneira como as pessoas compram
 
 
 
CHERTO – Diferentes produtos disputam a atenção do consumidor
O conceito de fatia de mercado (marketing share) está com os dias contados, tendo em vista a multiplicidade de interesses simultâneos dos consumidores. A afirmação é do consultor em ocupação de mercado, Marcelo Cherto. Ele foi um dos palestrantes do IV Congresso Paulista de Jovens Empreendedores, realizado nesta segunda-feira (17), no edifício Sede Fiesp/Ciesp, na capital paulista.

 

Para o presidente do Grupo Cherto, a concorrência não se dará mais através da segmentação por público-alvo. “A disputa será pelo espaço na carteira e no tempo do cliente“, indicou, referindo-se ao cruzamento de interesses do consumidor, que coloca em pé de igualdade o desejo por celulares modernos, roupas, comida e entretenimento.
 

Crise: oportunidade
Para o consultor, integrante da Academia Brasileira de Marketing, a crise financeira iniciada nos Estados Unidos será o ponto de partida para as empresas adotarem uma nova postura.
 
“A crise tem efeito altamente empreendedor, porque gera desconforto, estimula a criatividade. Empreender significa inovar com resultados, buscando novas formas de fazer as coisas”, avaliou. “Não adianta ser grande, o que resolve é ser ágil, reagir e tirar proveito”, sinalizou.
 
Aventura x planejamento
Marcelo Cherto afirmou que o mito de aventura que circula o senso-comum sobre empreendedorismo – a imagem do sujeito que tem uma idéia e fica milionário – tem de ser superado pelo planejamento. Ele considerou que para ser empreendedor não é necessário abrir um negócio próprio, mas assumir-se pró-ativo para identificar necessidades do consumidor e propor soluções.
 
“Empreender não significa exatamente abrir uma empresa. É possível criar coisas novas onde você trabalha”, sugeriu a uma platéia de cerca de 500 jovens empresários e estudantes universitários, no Teatro Popular do Sesi.

Leia mais

BC: crédito ainda não é o do patamar de setembro, mas já houve melhora

 
Nivaldo Souza
Agência Ciesp de Notícias
17/11/2008