Homenagens e show do violonista Robson Miguel marcam festa do Ciesp Sul - CIESP

Homenagens e show do violonista Robson Miguel marcam festa do Ciesp Sul

Num dos eventos mais concorridoss no Salão Nobre do edifício-sede, o Ciesp Sul festejou, ao som do violão mágico de Robson Miguel, os seus 50 anos de lutas e conquistas, comemorados na noite de 24 de junho último.


“É a primeira vez que realizamos uma cerimônia com artista neste Salão. Nosso Ciesp até nisto mostra seu estilo rompedor de paradigmas”, destacou o diretor titular, Jorge Lehm Muller, emocionado.

 

Apesar da agenda cheia, o presidente do Ciesp, Paulo Skaf, compareceu à festividade para cumprimentar os presentes e abraçar o diretor Muller.

 

“Vocês são guerreiros”, falou Skaf. “Apesar dos altos e baixos da nossa economia, vocês têm dado exemplo de coragem e talento empresarial”, afirmou o presidente, que entregou placa à São Paulo Alpargatas, uma das dezenas de empresas homenageadas.

 

Entre os convidados estavam os parlamentares Gilberto Natalini, vereador, e Renato Amari, deputado federal, além do subprefeito de Santo Amaro, Manoel Antônio da Silva Araújo, e Angela Simões, representando a regional da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).


Representando o Ciesp, o 1º vice-presidente Rafael Cervone Neto, e os diretores Saulo Pucci Bueno (Regional Franca), Daniele Pestelli (Regional Guarulhos), José Roberto Ramos Novaes (Ciesp-Distrital Centro), Dárcio Pereira (Distrital Leste) e Fabio Paulo Ferreira, da Distrial Oeste.

Lembranças
“Começamos com uma salinha, há 50 anos, no Largo Treze. O trabalho cresceu e sempre foi muito bem feito”, conta Leonardo Ugolini, 1º vice-diretor da Distrital e diretor da International Art (Inarco).

A empresa, que é uma indústria com requinte artesanal, desenvolve projetos de peças decorativas e troféus, como um dos erguidos por um piloto premiado no campeonato de Fórmula 1, ou a Taça entregue no último domingo (28 de junho), após a partida Palmeiras x Santos, em São Paulo.

Outra memória presente é a do editor chefe da Gazeta de Santo Amaro, Armando da Silva Prado Neto, que recordou lutas importantes ligadas ao Ciesp local, como a instalação da Associação Cristã de Moços (ACM), em Santo Amaro.

“Juntos trabalhamos também para a vinda da OSEC, atualmente Unisa — Universidade Santo Amaro, e também pela criação das Associações de Recursos Humanos. Antigamente, a gente entrava pela porta dos fundos das indústrias. Hoje, não é possível entrar nem pela frente, porque há seguranças, recepção, cães de guarda…”

Armando lembra que chegou a editar uma revista do Ciesp Sul, com a coordenação da sua filha. “Muita coisa já fizemos juntos”, disse o jornalista, enquanto exibia a placa recebida. “Que bacana… Realmente, muito bacana!”

Conselheiro Benemérito 
Além das empresas foram também homenageados um parlamentar de destaque — o deputado federal Renato Âmari (que foi prefeito de Sorocaba por dois mandatos sucessivos) — e um dos fundadores do Ciesp Sul, o conselheiro benemérito Rubens Macedo, que por 55 anos foi diretor dos Laboratórios Farmacêuticos Bristol. “Macedo é a memória viva do nosso Ciesp”, observou Lehm Muller.

 

Rubens Toledo, Agência Ciesp de Notícias