Empresa associada ao Ciesp de Araraquara recebe Prêmio ECO nesta segunda, em São Paulo - CIESP

Empresa associada ao Ciesp de Araraquara recebe Prêmio ECO nesta segunda, em São Paulo

 

Cerimônia será na sede Amcham, com presença do ministro Carlos Minc, do Meio Ambiente
 
Selecionada entre 117 empresas de 14 estados brasileiros, a Quimatec, empresa associada ao Ciesp de Araraquara, recebe nesta noite (8), na sede da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos o Prêmio ECO de sustentabilidade ambiental, em cerimônia que contará com a presença do ministro Carlos Minc. O prêmio é uma iniciativa conjunta da Amcham e o Jornal Valor Econômico.
 
“Este troféu é o coroamento para toda uma programação iniciada em 2002 com a conquista dos certificados ISO 9000 e ISO 14000, além da certificação da Associação Brasileira da Indústria Química”, afirma Fabrício Saab Pereira, diretor da Quimatec.
 
Mas esse prêmio não teria acontecido não fosse a participação da empresa no Núcleo de Meio Ambiente do Ciesp em Araraquara, garante o diretor. “Dele participam empresas de vários ramos – cervejaria, indústria aeronáutica, fabricante de panelas e também usinas de açúcar e álcool e de suco de laranja. A troca de idéias foi fundamental. Cada uma vinha experimentando processos e idéias, que no final de tudo concorreu para o projeto”, explica Fabrício.
 
Economia dupla
Nos últimos seis anos, a empresa desenvolveu um sistema de uso e reúso da água – circuito fechado – que permitiu reduzir de 10% a 15% o consumo. Outros ganhos do projeto estão na economia de matéria-prima (produtos químicos), conseguida com uma idéia simples – a decantação de embalagens (tambores e tanques) para aproveitamento integral do seu conteúdo.
 
“Desde que posta em prática, há cerca de um ano e meio, a medida já poupou despesas de 18 a 19 mil reais para a empresa”, diz Sidnei de Brito, técnico financeiro da Quimatec. O investimento foi de R$ 2 mil.
 
Além de evitar o desperdício da matéria-prima, a lavagem dos tambores (antes de serem vendidos para a reciclagem) gerou menos poluentes, o que facilitou o tratamento dos efluentes. “Esse efluente estava em condições de ser lançado no meio externo, mas preferimos reutilizá-lo na própria empresa”, completa Fabrício Pereira.
 
Esse processo gerou à Quimatec os certificados ISO 9001 da Qualidade, ISO 14001 do Meio Ambiente e ainda a certificação concedida pela Abiquim. A Quimatec capta água dos lençóis subterrâneos e, em vez de devolvê-la ao rio (o Tietê Batalha), reaproveita o insumo nos seus processos.
 
História
Criada há 27 anos, a Quimatec tem 90% da sua produção destinada às usinas de açúcar e álcool. “Fornecemos insumos básicos que entram no processo de fermentação do caldo de cana – dispersantes, antiespumantes”, conta o diretor. Outra parte, os nutrientes, destina-se a empresas em geral. Esses produtos, à base de fósforo e nitrogênio, são empregados no tratamento de efluentes das indústrias.
 
Rubens Toledo
Agência Ciesp de Notícias
08/12/2008