Com pré-sal, SP será grande produtor de petróleo e gás - CIESP

Com pré-sal, SP será grande produtor de petróleo e gás







Foto: Vitor Salgado

José Sérgio Gabrielli, presidente da Petrobras

O estado de São Paulo concentrará grande parte da atividade de produção e exploração de petróleo e gás nos próximos cinco anos, grande parte relacionada à extração na camada ultraprofunda dos reservatórios do pré-sal, na bacia de Santos.

 


De acordo com o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, dos US$ 158,2 bilhões previstos para investimento no Brasil até 2013, US$ 103 bilhões serão destinados à região Sudeste.


 


“São Paulo ainda não se apercebeu da ideia de que será um grande produtor de petróleo e gás”, afirmou o dirigente, durante apresentação do plano de negócios da companhia a empresários da Fiesp, nesta segunda-feira (16). Segundo ele, além do pré-sal, já foram anunciadas descobertas em águas rasas na costa sul do estado paulista, área que já começa a produzir petróleo em fases preliminares.


 


Entre os principais projetos para São Paulo, ganham destaque:


 


– A intensificação da malha de gasodutos;


– ampliação da capacidade de produção de biocombustíveis;


– construção de dois alcooldutos que passarão pelo estado; e


– projetos de logística e infraestrutura de distribuição.


 


Oportunidade


Para o presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp), Paulo Skaf, todo o entrosamento com a Petrobras é importante. “Somos os maiores consumidores e, com o pré-sal, futuramente seremos grandes produtores de petróleo e gás”, ressaltou.


 


Segundo Skaf, há uma parceria com o Senai-SP para formar profissionais para a cadeia de fornecedores da estatal. A meta da Petrobras é treinar 117 mil pessoas até 2010, das quais 43 mil serão no estado de São Paulo.


 


“Também faremos um forte trabalho em todas as regiões para que o estado se habilite como grande fornecedor. Nesse momento de crise, devemos ocupar espaço, principalmente na geração de emprego”, disse o presidente da Fiesp/Ciesp. De acordo com a Petrobras, mais de 1 milhão de empregos devem ser gerados com o investimento previsto para o período 2009-2013, de US$ 174,4 bilhões.


 

Leia mais


Na contramão da crise, Petrobras apresenta plano de US$ 174 bi



 

Mariana Ribeiro, Agência Ciesp de Notícias