Ciesp e Unicamp vão implantar processos de P+L nas empresas limeirenses - CIESP

Ciesp e Unicamp vão implantar processos de P+L nas empresas limeirenses

*Colaboração: Ciesp Limeira

Parceria entre a Diretoria Regional do Ciesp em Limeira e a Universidade de Campinas deverá, a partir de 2011, viabilizar o desenvolvimento de projetos de Produção Mais Limpa (P+L) no chão de fábrica.

A novidade foi anunciada durante o Seminário “Universidade, Indústria e Meio Ambiente”, realizado em novembro pelo Ciesp local e a Faculdade de Tecnologia (FT). De acordo com a coordenadora de extensão da Unicamp, Carmenlucia Santos, a iniciativa vai integrar os estudantes às indústrias da região, que poderão aplicar os conhecimentos teóricos adquiridos desenvolvendo projetos com apoio dos professores da FT.

Para o 2º vice-diretor do Ciesp local, Flaminio de Lima Neto, o benefício vai impactar positivamente nas indústrias e no meio ambiente. As empresas terão como implantar processos de P+L e gerar ganhos com valor incalculável para o meio ambiente a um custo baixo, diante do alto nível de assistência que as empresas terão com o apoio da universidade.

“Quem vai implantar os processos são os alunos. Mas, por trás deles, teremos professores altamente capacitados. Essa é uma oportunidade de o estudante conhecer as atividades industriais da empresa e esta, por sua vez, conhecer o aluno que poderá ser seu colaborador futuramente. Uma condição melhora a outra”, reforça Lima Neto.

Seminário
O Seminário superou as expectativas do vice-diretor: “O encontro atingiu plenamente nossos objetivos e foi muito elogiado pela própria Cetesb, órgão máximo de meio ambiente do Estado de São Paulo. É resultado da atuação do Ciesp Limeira e da sede, que tem trabalhado e incentivado ações como a P+L”, comenta Lima Neto.

O evento contou ainda com a apresentação da gerente de Meio Ambiente do Ciesp, Anícia Pio, que explicou detalhes da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Ela falou da importância da reciclagem e reutilização do lixo, que “precisa ser visto como um bem econômico e social, que gera renda e trabalho”.

Carmenlucia Santos, da Unicamp, reforçou a necessidade da formação de profissionais de meio ambiente e salientou que é preciso encontrar alternativas que reduzam na fonte a geração de resíduos, o consumo de energia e água e a poluição.

Informações sobre o convênio:
(19) 3441-2110