Ciesp e Petrobras mobilizam empresários no Vale do Paraíba e ABC paulista - CIESP

Ciesp e Petrobras mobilizam empresários no Vale do Paraíba e ABC paulista

O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), em parceria com a Petrobras e o Prominp (Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural), já prepara nova investida em regiões do Interior paulista. Depois dos eventos realizados em Jacareí e São Bernardo do Campo, nesta semana, o ciclo de palestras atenderá Jundiaí na segunda-feira (14), e Sorocaba, dia 16.

“Esta série de eventos vem destruir o mito de que só grandes empresas podem fornecer para Petrobras ou empresas desse nível. São quase 1.100l itens em produtos e serviços que as empresas podem fornecer, tornando-se igualmente competitivas”, afirma Rafael Cervone Netto, presidente em exercício do Ciesp.

Um exemplo é a LM Manutenção, fornecedora da estatal há 14 anos, com sede em Jacareí. A empresa, com 300 funcionários, atende apenas 2% do mercado potencial em petróleo e gás e lamenta não poder concorrer a tantas licitações por falta de maior estrutura.

A empresa já projeta crescimento de 40% ao ano com as licitações que acaba de vencer em contratos na bacia de Campos e na bacia de Santos, e também em Maceió, além de negociar contrato de R$ 40 milhões em operações na Bahia. “Neste caso, em vez de 40%, poderemos crescer 100%”, assinala Luís Pedro Pimentel, um dos sócios da LM.

Engajamento
No ABC paulista, onde o parque industrial está habituado a atender grandes montadoras e empresas de alto nível tecnológico, o evento atraiu mais de 60 participantes nesta sexta-feira (11), em evento realizado na sede do Ciesp de São Bernardo do Campo. “Tivemos empresas de todos os municípios do ABC e até de fora”, constatou o vice-diretor Pérsio Rodrigues.

“O programa de mobilização da cadeia paulista vem alertar nossas empresas para o potencial de oportunidades que se abre no setor de petróleo e gás. O volume de investimentos da estatal bateu US$ 31,6 bilhões em 2009 e certamente vai superar este patamar no final deste ano. Nos próximos cinco anos, o plano de negócios da estatal prevê investimentos de US$ 174 bilhões”, assinala Guilherme Romaneli Domingues, executivo do Prominp-Petrobras.

Segundo Julio Diaz, diretor de Infraestrutura do Ciesp, o programa vai percorrer todo o Estado até o dia 1° de julho. “Estamos nos engajando nesse programa a fim de viabilizar a participação das indústrias paulistas como fornecedoras diretas ou subfornecedoras”, afirma. “As empresas precisam atentar que São Paulo é hoje um grande produtor de petróleo e gás, assim como Rio de Janeiro e Espírito Santo”, acrescenta.

Na região de Jundiaí e Bragança Paulista, empresas de usinagem ou de manutenção, como a LM, também integram o Cadastro de Fornecedores da Petrobras. A parceria, lançada em maio passado, prevê a preparação das indústrias de todos os portes e segmentos para se cadastrarem no programa de suprimento da cadeia petrolífera. A companhia pretende dobrar sua produção em dez anos, para 3,9 milhões de barris/dia, contra os atuais 2,33 milhões.

O setor representa hoje 10% do PIB nacional, e deverá aumentar sua participação para 20% até 2020. Segundo a Petrobras, só nos próximos quatro anos devem ser adquiridos 153 novas embarcações e 7 mil equipamentos como turbinas, torres, tanques de armazenagem, filtros e guindastes. Até o final da década, serão 296 novas embarcações.

Veja a programação completa do ciclo Ciesp-Prominp.

Rubens Toledo, Agência Ciesp de Notícias