BC mantém juros altos. Fiesp e Ciesp mantêm crítica - CIESP

BC mantém juros altos. Fiesp e Ciesp mantêm crítica

Nota Oficial

A sabedoria popular garante que “Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”. Mas, no Brasil, há controvérsias para esse ditado…

“Acho muito cansativo, tanto para nós quanto para a sociedade, a Fiesp ficar repetindo a mesma coisa a cada anúncio da Taxa Selic feito pelo Copom. Entretanto, se batendo na mesma tecla muito pouco tem mudado, imaginem então se ficássemos calados? Não podemos ser omissos, é preciso seguir reivindicando crescimento, geração de emprego e renda”, afirmou Paulo Skaf, presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp), ao saber da manutenção da taxa básica de juros em 8,75%.

O Copom não percebeu– pelo menos desde novembro do ano passado ao recrudescer a crise internacional –, que estamos perdendo preciosos pontos no Produto Interno Bruto (PIB), empregos e renda na sociedade, por não abaixar os juros praticados no Brasil a uma realidade possível e, portanto, responsável.

Também não podemos precisar o quanto esta decisão de hoje (2/9) do mesmo órgão do Banco Central, teimosamente conservadora em não continuar reduzindo a Selic, irá prejudicar a desejada recuperação da economia brasileira.

Assim, continuaremos sendo repetitivos enquanto faltar visão à política monetária neste País. Desculpe-nos pela chatice, mas foi preciso outra vez.

Agência Ciesp de Notícias