Associados do Ciesp pedem a interferência da entidade na questão do gás - CIESP

Associados do Ciesp pedem a interferência da entidade na questão do gás

O Ciesp promoveu, nesta quarta-feira (27), almoço com 150 empresários ligados a entidade, entre diretores, conselheiros, novos associados e empresas parceiras.

“Essa é uma casa de todos. Uma entidade que representa os empresários do estado de São Paulo. Por isso peço para que todos participem, debatam”, disse Paulo Skaf, presidente do Ciesp.

Para o dirigente, este é um momento de união. “Na crise é que devemos estar mais unidos. Nossa missão é muito grande, temos uma responsabilidade muito séria”, afirmou. Skaf destacou o trabalho que a entidade da indústria vem fazendo em prol da educação e da formação de mão de obra.

“Estamos preocupados com as questões econômicas que influem diretamente na questão do emprego, mas também estamos empenhados em construir mais 100 escolas nos próximos dois anos, para que os alunos do Sesi possam ter educação integral com atividades esportivas e cultuais”. E acrescentou: “agora em tempo de crise é que temos que capacitar os trabalhadores, oferecendo a eles e às indústrias cursos gratuitos, para quando a crise passar estarmos preparados.”

Skaf ouviu os novos associados do Ciesp que manifestaram preocupação com a questão do preço do gás e da energia elétrica.

“Estamos empenhados e acompanhando o problema. Queremos realizar um encontro com as empresas fornecedoras do produto e buscar uma solução conjunta, pois a indústria responde por mais de 84% do consumo de gás e estamos vivendo um período de crise econômica. Não estamos em um período normal e todos têm que dar sua contribuição para que possamos chegar à normalidade”, concluiu o presidente do Ciesp.

O encontro, realizado na sede do Ciesp em São Paulo, contou com a presença de mais de 150 empresários, dos quais 90 novos associados.

Djalma Lima, Agência Ciesp de Notícias