Argentina e Brasil renovam acordo automotivo até 2014 - CIESP

Argentina e Brasil renovam acordo automotivo até 2014

 

 

Países prorrogam isenção fiscal, mas passam a exigir Certificado de Origem do produto; Ciesp e Fiesp fornecem o documento obrigatório

Os governos brasileiro e argentino prorrogaram o Acordo de Complementação Econômica até 2014, estentendo por mais sete anos o benefício que permite a empresas do setor automotivo dos dois países comercializar livremente, com isenção total de imposto de importação. O protocolo assinado em 24 de junho foi confirmado no Diário Oficial da União do dia 3 de julho.

 
O acordo exige, entretanto, que os exportadores apresentem Certificado de Origem dos produtos para se beneficiarem da isenção. Empresas associadas ao Ciesp e a sindicatos filiados a Fiesp podem solicitar o Certificado nas entidades.
 
 
O tratado comercial entre Argentina e Brasil abrange os seguintes produtos: automóveis e veículos comerciais leves (até 15 toneladas de capacidade de carga); ônibus; caminhões; tratores rodoviários para semi-reboques; chassis com motor, inclusive os com cabina; reboques e semi-reboques; carrocerias; tratores agrícolas, colheitadeiras, máquinas agrícolas autopropulsadas; máquinas rodoviárias autopropulsadas.
 
Detalhes sobre o procedimento para conseguir o Certificado de Origem podem ser obtidos no Ciesp da sua região.
 
Veja comunicado do Ciesp/Fiesp ao exportador.
 
Agência Ciesp de Notícias
15/07/2008