9º Encontro de Energia: Fiesp e Ciesp apóiam ações do BC para minimizar efeitos da crise, afirma Skaf - CIESP

9º Encontro de Energia: Fiesp e Ciesp apóiam ações do BC para minimizar efeitos da crise, afirma Skaf

 

Líder empresarial considera positivas medidas para controlar o câmbio e manter o crédito
 
 
As ações do Banco Central para controlar a variação cambial e injetar recursos no crédito, através da redução de R$ 160 bilhões dos depósitos compulsórios que as instituições financeiras têm de recolher ao BC, foram consideradas positivas pelo presidente da Fiesp/Ciesp, Paulo Skaf, na abertura do 9º Encontro de Negócios de Energia, que está sendo realizado em São Paulo.
 
"As medidas tomadas pelo Banco Central foram corretas e têm total apoio da Fiesp e do Ciesp. Temos mecanismos para minimizar os efeitos negativos da crise e neste momento precisamos de serenidade", afirmou Skaf.
 
O presidente das entidades considerou que o ritmo da economia brasileira nos últimos anos deve contribuir para amortecer impactos da turbulência global no Brasil. "Nos encontramos com altas reservas em dólar e empresas saudáveis, cujo endividamento é menor do que a média mundial", frisou.
 
Investimentos em energia
Para o líder empresarial, os recursos necessários à expansão do setor energético devem ser mantidos, apesar da crise internacional, para não prejudicar a atividade econômica do país no futuro. "Crise nenhuma pode atrapalhar os investimentos. A sociedade e o governo estão decididos a preservar os investimentos na geração e distribuição de energia no país", disse.

Leia mais

 
 
Nivaldo Souza
Odair R. Souza
Agência Ciesp de Notícias
13/10/2008